Uliving Brasil - Pioneira em residências estudantis no país

Venha para a Uliving

fale conosco

Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas.

planos

Suíte individual ou quarto compartilhado?
A Uliving tem o plano que você tanto procura. Confira!

Selecione a unidade desejada:

unidades

Conheça todos os detalhes das nossas unidades. Escolha a que melhor se enquadra no seu estilo.

Agendar visita

1. Unidade

2. Data e hora

3. Dados pessoais

Telefone

Formulário de interesse

Preencha o formulário abaixo, entraremos em contato:

whatsapp

Blog

Estudar em Casa: 5 dicas pra quem precisa estudar à distância

Publicado em:
Categoria: Blog
Compartilhe:

O Brasil, assim como dezenas de países no mundo, enfrenta uma crise grave de saúde com a pandemia do novo Coronavírus, o COVID-19, que já possui mais de 300 casos confirmados no país. Com o intuito de evitar a propagação da doença, muitas instituições de ensino, por orientação própria ou do governo, decidiram suspender as aulas presenciais, o que deixa muita gente aflita: e como ficam meus estudos? Por isso separamos algumas dicas pra você estudar em casa.

O afastamento, vale lembrar, é uma medida preventiva e não deve ser visto como férias adiantadas ou uma semana de recesso – além da atenção redobrada com o COVID-19, devemos manter nossos estudos em dia, já que a universidade/cursinho devem ser sempre a nossa prioridade nessa fase da vida.

E o que eu preciso fazer no meio disso tudo? Para isso, conversamos com moradores e professores para ajudarmos vocês a se organizarem e manterem seu ritmo no meio dessa situação peculiar, mas de atenção, nas nossas vidas, além de regras básicas de higiene e prevenção.

 

  1. Mantenha a sua rotina 

“Estudar em casa é difícil porque a gente nunca aprendeu a fazer isso”. Essas são as palavras de Simone Carvalho, professora de Ciência Política na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), ao falar sobre o hábito de estudar em casa. E não deixa de ser verdade!

Diferente de muitos países, que já instituem a educação à distância, a educação no Brasil ainda tem uma tradição forte com as aulas presenciais e o professor que dita o que devemos (ou não) estudar.

Use o seu tempo que você estaria em aula para… estudar! Assim você mantém a matéria em dia, não posterga suas obrigações e, principalmente, mantém seu compromisso com a sua instituição de ensino. Inclusive, muitas delas estão transferindo as aulas para os meios online, e com isso vem a nossa dica nº 2.

 

  1. Atente-se ao novo cronograma da sua instituição de ensino

Muitas universidades e cursinhos interromperam as suas aulas presenciais, mas seguem com os conteúdos nas plataformas digitais. Ainda que nem todas tenham seu próprio programa de ensino à distância, alguns outros serviços, como Skype, Zoom e Google Meets têm sido usados para driblar esse tempo fora da sala de aula.

O ideal é você contatar cada professor e entender a dinâmica de cada um. E, claro, use esse tempo online pra focar e aprender – participe das aulas, pergunte aos professores e lembre-se que, mesmo longe, a pessoa mais interessada é você, seja por videoconferência ou pelos outros canais online. Na minha universidade, por exemplo, as aulas estão sendo feitas pelo Google Meets, e muito material adicional foi postado no moodle, por onde eu também consigo contatar cada professor.

 

  1. Organize um cronograma de estudos

Criar um cronograma, por exemplo, é o que tem mantido a Marília Noelly em dia com suas obrigações do Mestrado em Direito Econômico pela Faculdade de Direito da USP. A Ma, moradora da Uliving 433, disse que manteve o seu cronograma de leituras e fez até uma planilha pra não se perder nelas, colocando metas diárias e prazos para cada entrega. Pegando o exemplo dela, a gente criou um modelo pra vocês – é só copiar pro seu drive essa planilha e alterar com os dados certinhos!

 

  1. Use a tecnologia ao seu favor

A gente sabe que a tecnologia é uma faca de dois gumes – ainda que ajude muito nos estudos, boa parte da desatenção vem por conta dela. Aquelas regras básicas de deixar o celular de lado pra focar integralmente nos estudos a gente nem precisa falar, mas também vale usar o que existe de bom pra nos ajudar.

A Marília, por exemplo, usa um artefato de aplicativos pra otimizar os estudos. O Evernote é o app dela pra “fazer as anotações dos livros, transcrever os áudios das aulas (…)”, o que ajuda a assimilar o conteúdo e revisar o que pode ter deixado dúvidas.

Além dele, o Google tem uma série de ferramentas que ela (e eu!) usa para se organizar, incluindo o Google Tasks, o Calendário e o próprio Drive, onde guarda seus textos em pdfs e anotações. No final do post tem o link de cada app, e se você quiser saber de outros aplicativos que podem te ajudar, dá uma olhadinha nesse post antigo aqui!

Confira os melhores aplicativos para estudantes!

  1. O mais importante de tudo: você!

Tome esse tempo que você tem a mais por não estar indo e voltando de transporte para cuidar de você! Mantenha sua rotina, mas use esse tempo a mais para se cuidar e sanar pendências que andam tirando seu sono e bem-estar. Sejam essas coisas textos atrasados para a faculdade, seja aquele jantar mais saudável que você não tinha tempo de preparar.

O Héctor González, morador da Uliving Jardins, faz cursinho para a residência médica e deu algumas dicas para os moradores e para o público geral. Além de todas as recomendações de higiene recomendadas pela OMS, descritas aqui embaixo, ele nos lembrou de algo essencial: comer bem e beber muita água!

  • Lave as mãos regularmente com água e sabão! E tenha sempre com você um álcool em gel 60% ou 70%;
  • Evite aglomerações;
  • Mantenha cerca de 1,5m de distância das pessoas ao conversar, principalmente se alguém (ou você) estiver espirrando ou tossindo;
  • Evite tocar no próprio nariz, olhos e bocas sem higienização;
  • Higienize regularmente seus objetos pessoais e celular;
  • Não saia de casa se não estiver bem a não ser para procurar ajuda médica.

Ah, o Héctor também deu um lembrete importante: atividade física faz bem pra saúde! Mesmo em casa, dê um jeito de se exercitar. Esse período em casa é temporário, mas, nas palavras dele, “vamos manter a calma e, como família, ajudemos uns aos outros”

Vamos usar esse tempo para nos reorganizarmos e repensarmos nossas atitudes perante ao mundo. Como disse a Milena na nossa conversa, “apesar da situação ser muito triste, é um momento de desacelerar e reajustes. Repensar nosso modo de vida, reajustar as engrenagens; afinal, por que estávamos com tanta pressa?”. Fica aí a reflexão. 

 

Links dos apps que vão te ajudar a estudar em casa:
Evernote
iOS Android

Google Tasks
iOS Android

Google Calendário
iOS Android

Google Drive
iOS Android

Compartilhe:

Assine nossa newsletter

Siga nosso Instagram
@UlivingBrasil